quinta-feira, 31 de maio de 2012

perfeito!


Quando eu tinha uns 10 anos, mais ou menos, descobri no meio dos discos da minha mãe, um tal de Legião Urbana. Achei a capa interessante e tinha mania de ler as letras das músicas antes de por o disco pra tocar.
Me apaixonei de cara pela letra de Faroeste Caboclo. Achei incrível uma letra que – embora eu não compreendesse a maioria das coisas daquela história, pudesse ter escancarado assim, tanta raiva em meio a alguns palavrões.
Levou muito tempo até que eu pudesse compreender do que se tratava aquela letra, mas passei a ouvir Legião desde então. Sempre prestando muita atenção às letras, que sempre diziam mais do que queriam dizer. Ao menos pra mim.
Sempre achei as letras de Renato Russo muito profundas e cheias de tantas mensagens. Misturando um pouco as estações, era mais ou menos como na explicação de Raul Seixas, dizendo que Gita tocava as pessoas de maneiras diferentes. As músicas do Legião funcionavam bem assim comigo.
E cresci vendo minha mãe assistir shows do Legião pela TV, então aquilo fazia parte do meu mundo. Eu era fã. Mas em 1996, Renato faleceu e acabou. Eu tinha 14 anos, nunca tinha visto um show do Legião e nunca veria.
Ontem, 16 anos depois, pude viver essa experiência. Ver o Marcelo Bonfá e o Dado juntos, no palco, tocando Legião... que sonho realizado! A energia daquele lugar estava simplesmente incrível. Eu me arrepiei em todas as músicas.
O Wagner Moura, que muitos criticaram achando que ele não estava a altura de Renato, não estava ali pra substituí-lo e sim para homenageá-lo, e eu me senti assim também. Parte da homenagem, cantando a plenos pulmões letras que estavam tão bem guardadas na minha memória.
E o Wagner, gente, sério, o Wagner nem precisava cantar nada, mas ele estava ali, tão entregue, tão misturado, tão parte daquilo, como um fã apaixonado, que tornou a noite ainda mais emocionante. Foi lindo demais. Diversas vezes senti meu olho encher de lágrima.
No mesmo lugar, várias gerações. Todos em coro, como se estivéssemos vivendo alguma coisa muito, muito maluca. Foi sensacional fazer parte daquilo, como disse o Wagner, história pra contar pros netos.
Na boa, pra quem acha que o Renato se revirou no túmulo, não entende nada de paixão e nem de nada. Pra mim, Renato estava ali o tempo todo, curtindo e dançando daquele jeitinho engraçado que só ele sabia fazer. E feliz. Feliz, porque a noite foi do caralho.

“Venha, meu coração está com pressa, quando a esperança está dispersa só a verdade me liberta, chega de maldade e ilusão. Venha, o amor tem sempre a porta aberta e vem chegando a primavera, nosso futuro recomeça, venha que o que vem é perfeição.” – Perfeição, Legião Urbana



terça-feira, 22 de maio de 2012

caixinha de abril


Glossybox beauty de abril veio cheio de produtos Natura, tamanho natural. Foi edição de aniversário e quem ganhou o presente foram os assinantes. Em compensação, a premium ainda não chegou...






































Higeia Sabonete Líquido Íntimo – sempre quis experimentar, mas nunca comprei. Vamos ver o que vai dar, estava louca mesmo pra achar uma alternativa ao Dermacyd
Desodorante Colônia Águas Jabuticaba – o cheiro é incrível, mas achei ideal pra usar no verão
Creme Hidratante Tododia – de amora com amêndoas, de longe uma das melhores fragrâncias da linha, adorei!
Delineador Faces – esse eu AMEI, porque ele tem uma ponta bem grossa, tipo canetinha, o que ajuda e muito pessoas sem noção como eu a passar o tal delineador nos olhos sem parecer a Amy Winehouse

segunda-feira, 21 de maio de 2012

game of thrones


Estou meio sumida daqui e de tudo, porque a nova casinha, que apelidei de “nosso castelo” tem tomado muito do nosso tempo.
Estamos procurando azulejos antigos, tinta que imita cimento queimado, banheira, armários, enfim e mal tem sobrado tempo pra qualquer outra coisa. Não vejo a hora de sobrar tempo e dinheiro pra coisas bobas de decoração, porque eu tô passando mal de não poder ir nas liquidações da Etna e da Tok & Stok.
Mas, pudera, essa parte de “reforminha” leva uma bela grana da gente. E de pensar que, como mudei todo o projeto da cozinha, vou ter que comprar novos eletrodomésticos, me dá até calafrios, mas vai dar tudo certo.
Enfim, eu vim falar de outra coisa, do que eu faço quando sobra algum tempo. Já que por conta de tudo isso perdi as estreia de Once Upon a Time e Pan Am, como ganhei a 1ª temporada de Game of Thrones, é isso que eu tenho visto.
E óbvio, é isso que estou amando. Pior que a 2ª temporada já estreou né, mas pra variar, como ainda não tinha visto nada da primeira, tô atrasada na história. Mas, mesmo tendo visto só o 1º capítulo, já deu pra perceber que vai ser fantástico, não é a toa que até a 5ª temporada já está garantido.
Tem tudo pra ser uma das minhas séries favoritas, do tipo pra ter na prateleira.

















Game of Thrones é uma série de televisão americana criada por David Benioff e D. B. Weiss para a HBO. A série é baseada na série de livros A Song of Ice and Fire, escritos por George R. R. Martin, com seu título sendo derivado do primeiro livro. Game of Thrones está sendo filmada principalmente no Paint Hall Studios, em Belfast, e em outras locações na Irlanda do Norte, Malta, Croácia e Islândia.
A série de televisão segue as múltiplas histórias dos livros de A Song of Ice and Fire. Se passando nos Sete Reinos de Westeros, onde "verões duram décadas e os invernos uma vida inteira", Game of Thrones mostra as violentas lutas dinásticas entre as famílias nobres para ter o controle do Trono de Ferro de Westeros. Enquanto isso, nas regiões desconhecidas ao norte da Muralha e nos continentes ao leste, ameaças adicionais começam a surgir.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

falando de publicidade


Eu sou publicitária, por formação, como sabem. Mas na real, ninguém tem muita noção do que eu faço e nem do que se trata o mundo publicitário. Existe sim uma ilusão que nosso mundo é uma maravilha, mas não é não.
Primeiro tem que gostar e muito disso aqui. Porque não é pra qualquer um, sério. Minhas amigas nunca entenderam porque eu nunca tive hora pra sair da agência. E não tenho. Tenho pra entrar, ai de mim se atraso.
Mas pra sair, meus caros, isso não. E não é beleza, então você está rica porque já fez mais hora extra do que horas de vida, não, não. Na publicidade não se ganha nem um centavo por hora extra. Aliás, hora extra não existe.
Ai me falam: processa! Então, nesse mundo, processo trabalhista também não existe. Isso porque desde que o mundo é mundo as coisas são assim, logo, você sabe que é assim e deve aceitar. Se processar, nunca mais você consegue emprego em outra agência. Te queimam. Simples assim.
Na publicidade tem várias áreas. Meu sogro acha que porque eu sou mídia, tudo que está na mídia sou eu a responsável. Algumas amigas acham que o que passa na TV fui eu que fiz. Ou seja, ninguém entende nada.
Então, vamos lá. Mídia. Os mídias – no caso, eu – são responsáveis por toda a compra de mídia. Traduzindo: tudo o que você vê na TV, na revista, no jornal, na rua, ouve no rádio fui eu que comprei e não eu que fiz.
Eu planejei onde e como comprar, negociei a compra e comprei o espaço. Por isso, falamos com muita gente dos veículos. Veículos nada mais são do que os veículos de comunicação: Globo, SBT, MTV, Sony, Ed. Abril, etc.
E estando assim, trabalhando lado a lado com eles, ganhamos muitos brindes como almoços, festas, presentes, mimos, viagens. Essa é a parte boa da coisa.
Tem a criação também. Os criativos são as pessoas que criam as propagandas. Tudo o que passa na TV, está na revista, enfim, foi uma dupla de criativos que bolou. Eles são os caras mais esquisitos da face da terra, mas são os que tem o rabo mais cheio de dinheiro. Criação é o departamento mais bem pago do nosso mundo.
Pensa em muito dinheiro. Multiplica. Triplica. Pronto. Esse é o salário de um criativo.
Aí tem o atendimento – e me desculpe se você for, mas pra mim é a parte mais inútil de qualquer agência. Conheço pouquíssimas pessoas dessa área com cérebro. Tá curioso pra saber o que eles fazem? Então, até hoje eu não sei, porque não fazem nada direito. Mas na teoria, eles deveriam intermediar as coisas entre a agência e o cliente.
Na teoria.
Aí tem o planejamento. Eles são os responsáveis por “pensar” no conceito, estratégia do cliente/da campanha. Fica no meio de campo entre mídia e criação. Ah, e atendimento.
Tem o RTV e a produção gráfica, que finalizam os filmes que vão pro ar e os anúncios que vão pra mídia impressa. Tem a Pesquisa, que cuida de dados de todos os tipos pra gente poder defender nossos planos de mídia.
E pra quem pensa em seguir nesse mundo, saiba que requer muita entrega e muito sacrifício. Horário pra sair não existe, hora extra não existe, já perdi show, aniversário, enfim, muitas coisas. Tem algumas agências que não existe nem final de semana e nem feriado. E às vezes, nem almoço.
É muita pressão, muita cobrança, encheção de saco, enfim, muita merda. Ou seja, ou você ama muito ou desiste antes de entrar, porque é sério, não é fácil não.  

quinta-feira, 10 de maio de 2012

concorrendo


Ter um trabalho tão meu concorrendo a um prêmio tão importante como o Wedding Awards, é realizar um sonho. É ter certeza de estar no caminho certo. Saber que meu blog foi escolhido entre tantos, por profissionais tão sérios e renomados como Constanza Pascolato, Cesar Giobbi, Paola de Orleans, Cristiana Arcangeli, enfim, tanta gente boa e ver meu blog lá, entre os 10 melhores, não tem preço.
Ainda mais quando é algo despretensioso, que começou como uma bobagem, uma coisa só pra colocar ideias, inspirações, enfim. Estou muito feliz e torcendo mais do que nunca, afinal, o prêmio é uma viagem pra NY. Mas, sendo muito sincera, estar participando de algo assim, ganhando ou não, já é muito incrível.
E se você já conhece o blog, vai lá ver meu último trabalho de assessora, no casamento da Carina + Igor. E se não conhece, tá aí um bom motivo pra conhecer.


sexta-feira, 4 de maio de 2012

mi buenos aires querido


Finalmente minha tão esperada viagem à Buenos Aires aconteceu. E valeu a pena esperar tanto, como sempre, tudo acontece no seu tempo certo.
Adorei Buenos Aires, aquele ar europeu, tudo com tanta história, aquela gente patriota, com tanto amor pela sua terra, tão engajado em causas sociais e políticas, tão cheio de costumes e tradições, enfim, tão, tão, tão tudo.
O frio que fez não tirou a graça e a beleza do lugar, pelo contrário, deixou tudo ainda mais romântico e europeu possível. Ficamos hospedado no Hostel Suites Florida, peguei essa mania de hostel do mochilão do ano passado.
Nada melhor do que conhecer pessoas do mundo todo, praticar idiomas e conhecer costumes diferentes em hostel. Mas, na Argentina tinha muito brasileiro nesse hostel, aliás, difícil mesmo era achar alguém de outro lugar. Super recomendo este hostel, porque fica muito bem localizado. Conheci a cidade a pé.
Com relação ao dinheiro, estava esperando que tudo fosse muito mais barato, mas não achei um paraíso assim não. Comprei mais coisas de casa, decoração, livros, vinho, azeite, chocolate, enfim, roupa acabei comprando mesmo só um casaco.
O espanhol argentino tem um sotaque muito diferente do espanhol europeu, o Y tem som de X e não de J como lá, é mais divertido, mas um pouco mais difícil de entender. No entanto, adorei poder comparar os diferentes sons da mesma língua.
Nosso passeio começou com um jogo do Boca na Bombonera, sempre quis que uma viagem pra lá calhasse com algum jogo do Boca, perfeito seria se fosse contra o River, mas contra o Cólon já foi sensacional. Quem é fã de futebol, como eu, não pode perder um jogo desses. A torcida é um espetáculo a parte, e o futebol argentino, bom, eu também sou muito fã.


No domingo, fomos a feira de rua que acontece em San Telmo. Sorte a minha também que a viagem incluía um domingo, já que essa feira é dominical. Lá visitamos vários antiquários, lojas de design e o Mercado San Telmo, fundado em 1897. Lá encontra-se toda velharia possível do mundo, muito engraçado.
Lá em San Telmo também provei o delicioso sorvete de doce de leite da Freddo. E lá também tirei uma fotinho tietando a lindinha Mafalda (fofa!!!). Almoçamos na Continental, um lugar que vende empanadas deliciosas (aliás, coisa comum por lá, não teve um lugar que tivesse empanada ruim) #fato!
























Fizemos passeios de turista, visitamos a Casa Rosada e tudo que ficava ali por perto. Não fizemos o tour guiado, mas percorremos o saguão principal e arredores de lá. Visitamos também uma igreja que tem ali pertinho, do lado do Banco de La Nación (adoro esses nomes patrióticos!). Fomos até o Caminito, bairro popular em Boca.

Lembra muito a Vila Madalena, mas com histórias completamente diferentes. Boemia, nostalgia, enfim, uma mistura de tudo o que a Argentina tem de melhor por ali. Fantástico!
A noite, percorremos Puerto Madero de cabo a rabo e jantamos no Siga La Vaca. Pra quem é fã de carne, beleza. Eu só gosto de carne bem passada e de corte fino, logo, não me encaixo nos gostos argentinos pra carne. Mas é um bom restaurante, onde come-se a vontade por um preço até que justo.
Na segunda fomos até a Calle Santa Fé, onde teoricamente as coisas seriam mais baratas que na Florida, mas por conta do feriado, tinha muita coisa fechada. Andamos até quase chegar em Palermo, mas desviamos para passar na Recoleta.
Na Santa Fé visitamos a livraria El Ateneo, a segunda mais bonita do mundo. A livraria nada mais é do que o antigo teatro Grand Splendid, palco de gala da antiga Buenos Aires, incluindo a presença de ilustres como Carlos Gardel. É coisa linda de se ver, no palco tem um café onde, obviamente, perdi umas boas horas com o Ri.










































Na Recoleta, demos uma volta rápida no shopping, não quis conhecer o cemitério, porque né, cemitério é cemitério e mesmo que tenha a Madonna enterrada lá, não dá. Mas almoçamos num restaurante da praça. E claro, fomos atrás da tal flor tão famosa.
A Floralis Genérica fica na Plaza Naciones Unidas e é realmente digna de ser um cartão postal. É linda e majestosa, ao mesmo tempo que é delicada. Ela se fecha no cair da tarde e se abre toda manhã, como se fosse mesmo uma flor.































A noite voltamos a Puerto Madero, dessa vez com uma reserva pra um jantar com show de tango. Apesar de ter tango em cada esquina, fiz questão de pagar (e caro) por um show completo. Valeu a pena, mesmo pagando caro, pois o jantar era completo, com bebida inclusa (até vinho) e o show foi fantástico.
Dividimos a mesa com um casal de espanhola que namorava um inglês, e dois canadenses, porém da parte francesa de lá. O bom foi poder treinar todas as línguas de uma vez só, acho sensacional. Mas deu um nó na cabeça. A espanhola falava comigo em inglês e eu respondia em espanhol, era uma loucura. Divertidíssimo! Aliás, recomendo o lugar: Madero Tango!
































No último dia, Café Tortoni! Fundado em 1858, tradicional, clássico, cheio de história, enfim, imagina estar num lugar que tem mais de 150 anos? É uma viagem no tempo – literalmente. Lá tomei o chocolate espeso, que mais parece uma calda de bolo de cenoura, uma delícia! Pra acompanhar, churros, é claro!
Não consegui fazer tudo o que queria, por exemplo, me indicaram visitar o Teatro Cólon, mas tive que me contentar com a beleza externa, uma vez que estava fechado. Não consegui ir aos outlets do Soho Palermo, porque também estavam fechados, enfim, acho que Buenos Aires terá uma parte 2.






quinta-feira, 3 de maio de 2012

caixinhas da beleza de março


Primeiros problemas com a glossybox, pra quem achava que eu era muito sortuda... a caixinha de março chegou na semana passada. Ou seja, muuuuuuuuuito atrasada. Além disso, não converteram nenhum dos meus feedbacks em dots. Mas, tá bom, vamos dar um crédito, afinal desde novembro, é a primeira vez que tive “problema”.
As caixinhas vieram até que legais. Começando pela beauty, um batom da marca Dailus, a cor é bem marcante, um laranja forte (eu gosto!), lembra muito o Morange da MAC, não sei se dá o mesmo efeito, mas vou provar. Um creme para os pés (tipo o da Silka que veio na caixa anterior), mas esse da Dr. Shcoll´s (tamanho normal), um body spray de verbena da Sheer Passion Loungerie (não conheço a marca), mas gostei do produto, e o bom é que é full size. E o grande mico da caixa: lencinhos da Kleenex que tem um “espelho” na embalagem. Espelho? Aham, sei. No máximo uma folha refletiva que distorce tudo, mas tá bom vai...






































A premium veio com bloqueador solar em mousse da Bloq, creme hidratante com filtro solar da Hidrafil (amostra), um sabonete da TheraSkin de manteiga de karité, ilipé e manga (amostra), uma deo colônia da Korres de hibiscus flower (amostra) e sabonete de banho em mousse (adorei!!!) da marca TAO (???) de flor de lótus e chá verde (tamanho pequeno). Usei ontem e adorei! Deixa a pele cheirosa e com uma sensação muito boa de limpeza.

























































Bom, foi isso. Logo mais chega a de abril, vamos aguardar.